7 passos para lançares a tua StartUp

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Quando em 2013, em conversa com o Dr. Basílio Horta, considerámos pela primeira vez a criação de uma Incubadora de empresas tecnológicas em Sintra, tínhamos como base um pressuposto. Havia a necessidade de se criar um ecossistema de empresas tecnológicas que ajudasse os empreendedores a testarem e validarem as suas ideias de negócio dentro da região de Sintra, criando condições para os fixar esses negócios em Sintra, sem terem necessariamente de se deslocar para Lisboa para participarem nas incubadoras já existentes ( uma “dor” que senti pessoalmente).

Desta forma eliminaria-se a perda de qualidade de vida pelas horas “gastas” em viagens de ida e volta para Lisboa, e simultaneamente, evitaria-se a fuga de empreendedores de Sintra para se estabelecerem em Lisboa.

 

Passados três anos dessa conversa inicial e decorridos dois anos desde o lançamento do primeiro programa de aceleração de startups de base tecnológia na StartUp Sintra, é com orgulho que vemos o  sucesso de projectos que ajudámos a crescer, como o caso da Beyondevices, que recebeu um investimento recorde por parte da Portugal Ventures, da Homeit.pt  que cresceu e integrou o programa de aceleração da StarUp Braga e fechou a sua primeira ronda de investimento, da j.lisbon que tem vindo a afirmar-se como a loja on-line de referência para vestuário masculino e que recebeu um investimento da Semeia Ventures, a Package Point que vende embalagens on-line para os cinco continentes ou a Topíssima que vende roupa de fitness feminina on-line e que está a tornar-se uma “love brand” por parte da sua legião de seguidoras.

 

Foi também interessante perceber como empreendedores residentes em Sintra mas que tinham escritórios em outros concelhos, aproveitaram a oportunidade para fazer parte deste ecossistema,como é o caso da Sensefinity a referência nacional para a área de IoT, a SKSoft no desenvolvimento de software, a Corckbrand na área de publicidade, a Talent in IT na área do recrutamento e a Satori Media Ventures na área de marketing digital, entre outras.

 

Mas nem tudo é perfeito. A verdade é que se fosse assim tão fácil não haveria uma taxa de mortalidade tão grande entre as startups durante os primeiros três anos de actividade ( o designado “vale da morte”) em que por norma os proveitos são insuficientes em relação às despesas existentes. A maior parte das startups que passam pelos nossos programa de aceleração não resistem ao “teste de ácido” e implodem mesmo durante o programa por um variado número de razões.

 

A questão fundamental a perceber rapidamente por quem quer lançar um negócio, é se a solução que está a criar faz sentido para o mercado que querem atingir e se esse mercado é suficiente grande para o negócio prosperar. Se for para falhar, que se falhe rápido com os mínimos custos possíveis. Se for para ter sucesso, que sejamos rápidos a atingi-lo.

 

Para ajudar neste caminho elaborei uma lista de sete passos que o ajudarão a aumentar a probabilidade de sucesso no lançamento da tua startup.

 

 

  • Encontra um problema suficientemente importante e um co-fundador

 

 

Se te vais dedicar a um projecto durante os próximos anos, convém que seja algo que estás mesmo interessado em te envolveres. A maior parte das pessoas que entram no mundo de empreendedorismo nos últimos anos, entram um pouco por moda, estimulados pelos os casos de sucesso vertiginosos que vão sendo publicitados e ambicionam igualmente  triunfar e serem reconhecidos com pessoas bem sucedidas.

 

A verdade é que o empreendedorismo é tudo menos um caminho glamoroso. É 1% de inspiração e 99% de transpiração. Este tipo de envolvimento só pode ter sucesso se encontrares um problema/necessidade realmente importante para um conjunto grande de pessoas, numa área em que tenhas gosto e competências para solucionar. Só assim poderás ter a energia necessária para fazer o teu projecto triunfar.

 

Não ter alguém que complemente e partilhe a viagem, é meio caminho para o insucesso de um negócio a dar os primeiros passos. A maioria dos investidores, investe mais pela equipa que lidera o projecto do que propriamente pela ideia de negócio porque o principal é a capacidade de execução e não a ideia em si. Como diz o ditado popular, “se queres ir rápido vai sozinho, se queres ir longe vai acompanhado”.

 

Procura alguém com um histórico na área em que necessitas de ajuda, de preferência alguém com quem já tenha algum tipo de relacionamento pessoal/profissional.

 

O fundamental é encontrar alguém com um conjunto de habilidades que é complementar ao teu e que a forma de estar e personalidade não se atropelem. Afinal, até o Steve Jobs (Apple), o Bill Gates (Microsoft) e o Mark Zuckerberg (Facebook) começaram as suas startups com co-fundadores.

 

  1. Estuda o mercado potencial e conhece os teus concorrentes.

 

Um dos factores mais determinantes antes de avançar a fundo com um investimento numa ideia de negócio é conhecer claramente o mercado a que nos estamos a dirigir.

 

É fundamental, perceber para além do facto de que existe um segmento de pessoas com um problema suficiente grande para a nossa solução seja adotada, se esse segmento de pessoas é suficientemente grande para que o negócio seja viável e possa escalar.

 

Por outro lado é imprescindível perceber de que forma outras empresas já estão a satisfazer essas necessidades quais as propostas de valor associadas de forma a analisar a possibilidade de nos diferenciarmos junto do segmento alvo de clientes.

 

Como exemplo temos a entrada de cadeias como a easyjet no mercado da aviação dominado por empresas tradicionais, em que invertendo a proposta de valor, ou seja, reduzindo as comodidades, luxos, tempo de paragem dos aviões e baixando drasticamente o preço dos bilhetes abriu todo um novo mercado de consumidores desejosos de viajar que não tinham capacidade financeira para o fazer regularmente no modelo das companhias tradicionais.

 

 

  • Começa um blog com um formulário de registo de emails.

 

 

A criação de um blog, com a partilha de conteúdo é a melhor forma de preparares o teu lançamento. Por quê? Porque podes começar a construir uma sólida otimização de mecanismo de busca para as tuas palavras-chave. O segredo é oferecer conteúdo de qualidade diariamente.

Não sabes o que escrever? Podes começar por falar um pouco sobre o que estás a desenvolver,  sobre o progresso que estás a fazer, notícias da indústria etc.

Trabalha as palavras-chave dos seus post e otimiza o teu blog para os mecanismos de pesquisa. Usa o WordPress e redireciona-o para o teu domínio. Usa o plug-in Yoast para WordPress para ajudar no SEO.

Quando públicas um novo conteúdo, partilha-o imediatamente nas páginas da tua startup nas redes sociais do Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram e Snapchat / Pinterest (se aplicável).

Integra os comentários do blog WordPress com comentários no Facebook para que possas ter um conjunto de comentários para ambos os posts. Social Media Examiner ajuda a fazê-lo.

 

Por último mas talvez o mais decisivo, instala uma ferramenta de captura de emails de forma a cada visitante que vai ao teu blog ser estimulado a deixar o seu e-mail para que o possas contactar mais tarde. (Ver ponto 5)

 

 

  • Participa activamente nas redes sociais.

 

 

Convida os teus amigos a “gostar” da tua nova página no Facebook na qual públicas os teus conteúdos diários. Segue os teus concorrentes, influenciadores e os media que queres que cubram o teu lançamento. Coloca uma publicação no topo da página solicitando aos teus seguidores que se registem na lista de lançamento privado.

Participa no Twitter. Segue os mesmos passos do facebook, faz uma lista separada de influenciadores e média e faz Retweet ou favorito dos seus tweets assim que fazem uma nova publicação. Inclui imagens nas tuas publicações e vai reportando os teus progressos e avisos para se registarem na lista acesso privado do teu produto.

 

Envie InMails do LinkedIn para as tuas conexões e convida-as para se registarem no formulário de inscrição de acesso antecipado. Partilha o que estás a fazer e fala sobre o lançamento do teu negócio. Cria conteúdos com qualidade, e partilha-os dentro dos grupos do Linkedin.

 

Usa o Instagram como forma mais visual de manter o contacto com o teu segmento. Cria imagens apelativas com frases inspiradoras e #hashtags, colocando um pedido no texto da publicação para que se registem no link de acesso à lista privada de lançamento do teu projecto.

 

 

  • Cria campanhas de e-mail marketing.

 

 

E-mail marketing é uma maneira valiosa e barata promoveres a tua startup. Permite que contactes novamente pessoas que mostraram interesse no conteúdo do teu blog e deixaram o email para voltarem a receber conteúdos

 

Esta é uma oportunidade de construir um relacionamento sólido com um cliente ganhado a sua confiança, estabelecendo-te como um expert numa determinada área, que o pode influenciar positivamente no dia que chegar o momento de lhe venderes algo.

 

Gerar conteúdos eficazes é apenas uma peça do processo, mas felizmente podes usar os conteúdos que crias no blog e que ele passa a receber por e-mail.

 

Há no entanto um conjunto de boas práticas que convém não esquecer para que aumentar o sucesso das campanhas

 

  • Cria lista de emails e se possível divide por tipo de indústria, género, clientes passados, novos clientes, etc.. para que possas personalizar as campanhas, evitando spam e prometendo privacidade.
  • Gera conteúdos eficientes, O teu objectivo tem de ser claro. Pretendes captar a atenção, gerar interesse, criar desejo e promover uma acção.
  • Escreve um título apelativo (uma pergunta funciona bem) e um texto com conteúdo relevante e útil para a pessoa que o vai ler.

 

 

  • Regista e mede as tuas métricas.

 

 

Uma das frases que mais usamos é: “Se não medes não consegues gerir”.

 

Usa o Google Analytics para rastrear o teu site e blog. Analisa de onde o tráfego vem e quais são as formas mais populares de conteúdo ou tópicos e, em seguida, faz mais desse tipo de conteúdos.

Acompanha as taxas de envolvimento em cada publicação para LinkedIn e Facebook para ver o que obtém mais cliques, compartilhamentos e gostos. Verifica as tuas métricas de marketing por e-mail à medida que a lista cresce. Vê quem está a abrir os e-mails e a clicar para ser redirecionado e quem não o está a fazer.

 

Dica útil: Quatro dias depois do envio da campanha de email marketing, podes reenviar o mesmo email para quem não abriu, bastando trocar o título do assunto. Por norma 30% das pessoas que não abriram o primeiro abrem o segundo. O único trabalho que te deu foi mudares o título do assunto do email.

 

  1. Candidata-te a um programa de aceleração.

 

Candidata-te a um programa de aceleração, para ajudar a acelerar o desenvolvimento da tua startup. Os benefícios para o fazer são variados e obviamente existem programas de aceleração para vários estados de desenvolvimento, vectores específicos  e também de níveis diferentes por isso analisa qual o que melhor se adequa à tua StartUp. É mais provável entrares na universidade em Harvard do que veres a tua StartUp selecionada para um dos programa de aceleração de topo mundiais como o Seedcamp em Londres ou o Ycombinator em São Franscisco. Podes começar por programas mais pequenos que te vão ajudar a melhorar e aumentar a probabilidade de seres aceite em programas mais avançados.

 

A participação nos programa de aceleração dá-te credibilidade instantânea. O facto de teres entrado quer dizer que vences-te uma batalha entre muitas outras candidaturas e como tal é porque viram potencial na tua StartUp.

 

Os programa de aceleração dão acesso a contactos de negócio privilegiado, e mais importante de tudo dão-te a oportunidade de te sentares frente a frente com mentores, que na maioria dos casos já estiverem no lugar onde estás neste momento, podendo ensinar-te partilhando experiências, erros que cometeram, abrir portas a relacionamentos pessoais que demoraram toda uma vida a serem construídos.

 

Ganhas exposição junto de investidores, facilitando o acesso ao capital e a imprensa já segue os programas de aceleração o que te dá cobertura mediática mais facilmente.

 

O ambiente e a troca de experiências com outras equipas obrigam-te a avançar mais rápido e a aprendizagem colectiva faz-te beneficiar de anos de experiência acumulada por todos os outros empreendedores com vivências diferentes da tua e que facilmente se disponibilizam para ajudar ou apresentar-te a pessoa certa.

 

A maior parte dos programas conta um conjunto de oferta de serviços, por parte de muitas empresas especializadas nas áreas tecnológicas, jurídicas, financeiras, estratégia, design, comunicação, que oferecem horas pro-bono para ajudarem as startups dos programas de aceleração com o objectivo de criarem relações, e que daquelas todas algumas cresçam significativamente e se tornem seus clientes.

 

As candidaturas ao 5º programa de aceleração da StartUp Sintra estão a decorrer, podes consultar mais informação aqui

 

João Cabral

Director Executivo StartUp Sintra

joao.cabral@startupsintra.com

@joaorcabral

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
By | 2018-01-19T10:59:35+00:00 Janeiro 13th, 2017|Categories: Uncategorized|0 comentários

About the Author:

Deixe o seu comentário